Visita 2009

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Boneca sinistra

Gravar vídeos do YouTube no seu computador

http://linksinteressantes.blogspot.com/2011/05/gravar-videos-do-youtube-no-seu.html
Já são inúmeras as sugestões de links interessantes que permitem gravar filmes do YouTube no seu computador. E muitos desses links já não estão funcionais por razões mais ou menos óbvias... Mas assim que desaparece um, aparecem dois! A sugestão de hoje é simples. Basta adicionar 22 ao final do vídeo do youtube e depois escolher o formato FLV ou MP4. Veja com atenção a tabela de conversões. Experimente.

flores de feltro

gcm_white_flower_felt

Anatomia humana em 3D

http://www.healthline.com/human-body-maps/

Cobre bolo feito com escorredor de arroz


Invenções loucas 1920

Torta Salgada de Liquidificador

Massa:
04 ovos
02 xícaras de leite.
1/2 xícara de óleo
02 xícaras de farinha.
1/2 colher de sopa de fermento em pó.
1/2 queijo ralado.
Sal a gosto.

Recheio:
Presunto ralado, queijo mussarela ralado, milho, ervilha, azeitonas picadas, cenoura picada, frango desfiado (sobras), calabreza picada. Não precisa por todos esses ingredientes, escolha um tipo de carne.

Modo de fazer:
Bater todos os ingredientes da massa no liquidificador. Untar uma forma quadrada 30x20. Colocar metade da massa, o recheio, e por cima o restante da massa.
Assar em forno por uns 25 a 30 minutos.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

30min por do sol perfeito (Full HD 1080p)

Coloque o fone de ouvido e aumente o som. 30 mins escutando barulho do mar.

Stress

Em uma conferência, ao explicar para a platéia a forma de controlar o estresse, o palestrante levantou um copo com água e perguntou: -"Qual o peso deste copo d'água? " As respostas variaram de 250g a 700g. O palestrante, então, disse: - "O peso real não importa. Isso depende de por quanto tempo você segurar o copo levantado." "Se o copo for mantido levantado durante um minuto, isso não é um problema. Se eu o mantenho levantado por uma hora, vou acabar com dor no braço. Mas se eu ficar segurando um dia inteiro, provavelmente eu vou ter cãibras dolorosas e vocês terão de chamar uma ambulância." E ele continuou: - "E isso acontece também com o estresse e a forma como controlamos o estresse. Se você carrega a sua carga por longos períodos, ou o tempo todo, cedo ou tarde a carga vai começar a ficar incrivelmente pesada e, finalmente, você não será mais capaz de carregá-la." "Para que o copo de água não fique pesado, você precisa colocá-lo sobre alguma coisa de vez em quando e descansar antes de pegá-lo novamente. Com nossa carga acontece o mesmo. Quando estamos refrescados e descansados nós podemos novamente transportar nossa carga." Em seguida, ele distribuiu um folheto contendo algumas formas de administrar as cargas da vida, que eram: 1 * Aceite que há dias em que você é o pombo e outros em que você é a estátua. 2 * Mantenha sempre suas palavras leves e doces pois pode acontecer de você precisar engolir todas elas. 3 * Só leia coisas que faça você se sentir bem e ter a aparência boa de quem está bem. 4 * Dirija com cuidado. Não só os carros apresentam defeitos e têm recall do fabricante. 5 * Se não puder ser gentil, pelo menos tenha a decência de ser vago. 6 * Se você emprestar R$200,00 para alguém e nunca mais vir essa pessoa, provavelmente valeu a pena pagar esse preço para se livrar dela. 7 * Pode ser que o único propósito da sua vida seja servir de exemplo para os outros. 8 * Nunca compre algo que você não possa manter. 9 * Quando você tenta pular obstáculos lembre que está com os dois pés no ar e sem nenhum apoio. 10 * Ninguém se importa se você consegue dançar bem. Para participar e se divertir no baile, levante e dance, pronto. 11 * Uma vez que a minhoca madrugadora é a que é devorada pelo pássaro, durma até mais tarde sempre que puder. 12 * Lembre que é o segundo rato que come o queijo - o primeiro fica preso na ratoeira. Saiba esperar. 13 * Lembre, também, que sempre tem queijo grátis nas ratoeiras. 14 * Quando tudo parece estar vindo na sua direção, provavelmente você está no lado errado da estrada. 15 * Aniversários são bons para você. Quanto mais você tem, mais tempo você vive 16 * Alguns erros são divertidos demais para serem cometidos só uma vez. 17 * Podemos aprender muito com uma caixa de lápis de cor. Alguns têm pontas aguçadas, alguns têm formas bonitas e alguns são sem graça. Alguns têm nomes estranhos e todos são de cores diferentes, mas todos são lápis e precisam viver na mesma caixa. 18 * Não perca tempo odiando alguém, remoendo ofensas e pensando em vingança. Enquanto você faz isso a pessoa está vivendo bem feliz e você é quem se sente mal e tem o gosto amargo na boca. 19 * Quanto mais alta é a montanha mais difícil é a escalada. Poucos conseguem chegar ao topo, mas são eles que admiram a paisagem do alto e fazem as fotos que você admira dizendo "queria ter estado lá". 20 * Uma pessoa realmente feliz é aquela que segue devagar pela estrada da vida, desfrutando o cenário, parando nos pontos mais interessantes e descobrindo atalhos para lugares maravilhosos que poucos conhecem. "Portanto, antes de voltarem para casa, depositem sua carga de trabalho/vida no chão. Não carreguem para casa. Vocês podem voltar a pegá-la amanhã. Com tranquilidade." "Unir-se é um Bom Começo... Saber Cultivar a União é uma Conquista... Trabalhar em Conjunto é uma Grande Vitória".

sábado, 14 de maio de 2011

Fotógrafo passa 36 anos fotografando irmãs

http://colunistas.ig.com.br/obutecodanet/2011/05/10/fotografo-passa-36-anos-fotografando-irmas-para-mostrar-como-o-tempo-age-sobre-nos/

O fotógrafo Nicholas Nixon é responsável por uma compilação de fotos bastante curiosa. Desde 1975, ele é responsável por fotografar quatro irmãs. A intenção é mostrar como o tempo age sobre nosso corpo.

As imagens, em preto e branco mostram as irmãs que tinham de 15 a 25 anos. A mais velha delas, Bebe, é esposa do fotógrafo.

Trailer de filmes em HD

http://www.hd-trailers.net

Você já ouviu falar em audio 3D?

http://atecnoinfo.blogspot.com/2011/05/voce-ja-ouviu-falar-em-audio-3d.html

Hoje em dia todo mundo quer ter um home-theater com caixas de som 5.1 (ou mais) para curtir toda aquela imersão sonora que o som espacial permite. Porém, existe uma técnica muito ignorada que dá um efeito muito superior, e usando fones de ouvido comuns: o esquema Binaural Recording, ou “gravação bináurea”.

Isto é possível usando um esquema de gravação com dois microfones, cada um dedicado a captar o que seria um dos ouvidos, que ficam afastados a cerca de 18 centímetros um do outro. Em tese, isto simula a zona neutra que existe entre nosso ouvidos e permite a captação do som de maneira mais real. Mas não é só isso: o processo mais profissional inclui ainda microfones de alta sensibilidade, que são colocados dentro de um molde de uma cabeça humana, de forma a simular todo caminho percorrido pelas ondas sonoras através de nossas orelhas.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Pizza caseira


Massa:
2 colheres (sopa) de fermento em pó
1 ovo
2 colheres (sopa) de óleo
1 xícara (chá) de leite
sal
2 xícaras de farinha de trigo (depois acrescentar mais)
margarina para untar

Misturar os ingredientes sem a farinha. Depois colocar aos poucos a farinha peneirada.

Abrir o disco com rolo.
Assar um pouco em forno pré aquecido 180 graus.

Tirar a massa semi assada, colocar molho de tomate, mussarela, cebola, tomate, orégano, pimenta calabresa... azeite
Assar até derreter a mussarela.




Posted by Picasa

videos

Digite o nome do produto e descubra se ele presta


http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI225964-15230,00-DIGITE+O+NOME+DO+PRODUTO+E+DESCUBRA+SE+ELE+PRESTA.html

Procura por foto

http://www.tineye.com/

O que aconteceu no ano em que você nasceu?

http://whathappenedinmybirthyear.com/

Quem tem direito à cidadania italiana

A nacionalidade italiana é regulada fundamentalmente pela lei n. 91 de 15 de fevereiro de 1992, não sendo, todavia, enunciada de forma direta em nenhum trecho da Constituição italiana. Esta lei reconhece o direito à cidadania pelo princípio Juris Sanguinis, que significa, por direito de sangue. Com isso qualquer descendente de cidadão italiano, mesmo que nascido no exterior, é italiano, pois leva em suas veias o sangue do antepassado italiano.

Toda pessoa que for descendente de italiano tem direito à cidadania italiana, mas existem algumas restrições quanto à transmissão pela linha materna.

Se a linha de transmissão for paterna de descendência (ou seja, forem só de homens, por exemplo: trisavô, bisavô, avô, pai, e o descendente), não há limitação quanto ao ano de nascimento dos filhos, ou seja, todos tem direito ao reconhecimento da cidadania italiana.

Já nos casos onde há mulher como ascendente na linha de transmissão, seja no início ou no meio desta linha de descendência, a mulher só poderá transmitir a cidadania italiana para os filhos caso estes (os filhos) somente tenham nascidos após 01/01/1948. Para os filhos nascidos antes desta data a mulher não passará a cidadania italiana, ou seja, estes filhos não recebem a cidadania italiana e nem passam para seus descendentes.

Isto ocorre porque antes de 01/01/1948 a lei da Itália (lei n. 555 de 1912) permitia somente ao homem transmitir a cidadania, a nacionalidade para os seus filhos. Após esta data na Itália passou a vigorar a Constituição republicana de 1948, onde foi estendido às mulheres o direito de transmitir a cidadania, a nacionalidade italiana, mas somente para os filhos nascidos desta data em diante é que esta lei se aplica.

Sendo assim, com base na lei, tecnicamente não é possível a mulher (seja ela italiana ou descendente de um homem italiano) transmitir a cidadania para filho nascido antes desta data, uma vez que a nova lei não pode ser aplicada a um acontecimento anterior (nascimento antes de 01/01/1948), mas somente a um acontecimento posterior a lei (que começou a vigorar em 01/01/1948).

Reconhecimento de cidadania pelo casamento

Mulheres casadas com italianos, ou com descendentes de italianos poderão requerer a cidadania (dupla cidadania), se o data de casamento for anterior 26 de abril de 1983. Estas esposas tem direito automático a cidadania italiana.Qualquer um dos cônjuges casado com cidadão italiano a partir de 27 de abril de 1983, terá direito a requerer a sua NATURALIZAÇÃO italiana. O pedido de naturalização poderá ser feito depois de 3 anos se residirem fora da Itália, ou 2 anos se residirem na Itália legalmente. Os tempos de 3 anos ou 2 anos começam a ser contados a partir da data que um dos cônjuges foi reconhecido italiano, ou a partir da data do casamento se um dos dois era italiano antes da união. Nos termos da Lei n. 94 de 15 de julho de 2009, este prazo é reduzido pela metade no caso do casal tiver filhos.

Filhos nascidos de união não matrimonial

O caso de filhos nascidos de união não matrimonial (entre companheiros) são definidos pela lei italiana de filiação “natural”. Tal condição não impede a transmissão da cidadania. Neste casso aquele que estiver transmitindo a cidadania (pai ou mãe) deve constar como declarante na Certidão de Nascimento do interessado, caso contrário deverá apresentar uma declaração específica feita em Cartório.

Pessoas divorciadas

Os pretendentes à cidadania que são divorciados deverão apresentar o processo completo do divórcio desde o pedido inicial de conversão de separação em divórcio até a conclusão da causa, com o carimbo atestando a data – dia, mês e ano – em que a decisão transitou em julgado. Em todas as páginas do processo deve constar a rubrica do funcionário ou diretor. Tal processo deve ser acompanhado por uma fotocópia e uma tradução em italiano (em duas vias) feita por um tradutor. Os pretendentes deverão apresentar ainda uma declaração formal prevista pela lei italiana, a Dichiarazione sostitutiva dell’Atto di Notorietà para informar que não existem processos de divórcio na Itália.

Imigrante naturalizado

Desde 16 de agosto de 1992 o cidadão italiano que adquire outra cidadania conserva a italiana, se não optar pela renuncia formal da mesma. Por outro lado, para aqueles que se naturalizaram antes de 16 de agosto de 1992 e que, com base na legislação anterior, perderam a cidadania italiana, esclarece-se o seguinte:

- a cidadania italiana é transmitida SOMENTE aos filhos nascidos antes da naturalização;

- as pessoas interessadas podem readquirir a cidadania italiana transferindo a própria residência para a Itália e seguindo as outras condições prescritas pela lei. A cidadania readquirida é transmitida aos filhos menores de idade.

Cidadania trentina

Para os descendentes de imigrantes trentinos e de outras proveniências anteriormente pertencentes ao Império Áustro-Húngaro (os territórios das atuais províncias de Trento, Bolzano, Gorizia e os territórios cedidos à Iugoslávia em razão do Tratado de Paz de Paris de 10/02/1947 e do Tratado de Osimo de 16/11/1975), que ali residiram e que emigraram para o exterior no período compreendido entre 25/12/1867 (data da constituição do Império Áustro-Húngaro) e 16/07/1920 (data da eficácia internacional do Tratado de Saint-Germain) tiveram o prazo para requerer o reconhecimento da cidadania italiana por direito de sangue, estipulado pela lei n. 379 de 14 de dezembro de 2000, tiveram o prazo para novos pedidos encerrados em 17/12/2010.

Até o momento não há novas informações de que haverá uma nova prorrogação para novas solicitações. Para mais informações acesse http://www.trentini.com.br.

Ístria (Istria), Fiume e Dalmácia (Dalmazia)

O caso de pessoas nascidas na Ístria (Istria), Fiume e em Dalmácia (Dalmazia) e de seus descendentes devem observar a Lei n. 124 de 8 de março de 2006.

http://cidadanianaitalia.com.br/2011/04/quem-tem-direito-cidadania-italiana/

Receita de Bala de Coco. Caseira igual à da Vovó.

Presença obrigatória nas festas de casamento e de aniversário até não muito tempo atrás, as balas de coco eram a sensação da criançada (e dos adultos também).
Os convidados ficavam ansiosos pela chegada da hora de cortar o bolo, para logo em seguida avançarem nos balaios de balas de cocoembrulhadas naqueles papéis de seda multicoloridos com franjinhas esvoaçantes.

Vamos ver como é que se faz essas deliciosas balas:

Ingredientes:
1 vidro de leite de coco
200 mL de água filtrada
1 Kg de açúcar refinado
Modo de Preparar:
Misture bem o leite de coco, a água e o açúcar em uma panela grande; leve ao fogo alto.
Com um pincel ou pano úmido, limpe bem as bordas internas da panela para não açucarar.

Não mexa mais até subir a fervura e dar o ponto.
Deixe no fogo durante 25 minutos.
É bom lembrar que sobe muito, por isso a panela deve ser bem grande para não vazar sobre o fogão.

Verifique se atingiu o ponto de bala dura (siga as orientações descritas nesse artigo).
Despeje sobre uma superfície de mármore gelada e untada com margarina sem sal, para dar um choque térmico.

Espere esfriar apenas o suficiente para conseguir pegar com as mãos; puxe como se fosse elástico: esticando e dobrando, esticando e dobrando, até que a massa fique perolada e esbranquiçada.

Em seguida, puxe o suficiente para formar tiras parecidas com cordas; corte essas tiras, com uma tesoura, em pedaços de 2 ou 3 cm, do tamanho de uma bala.

Deixe descansar por 12 horas para secar bem.
Só após isso embale com papel de seda ou celofane. Se embrulhar as balas ainda úmidas elas irão embolorar.

Receitas de Minuto #10 - Rocambole Prestígio Rapidinho

A Londres dos pobres – Séculos 18-19



Uma visão dos séculos 18-19

Toda a Londres ecoava sob os gritos dos ambulantes, vendedores de um tudo anunciavam seus produtos. Um forte cheiro de esgoto a céu aberto, misturado ao das fezes dos animais, principalmente cavalos. Pessoas se cruzando pelas ruas cheias de lama, o ranger das carroças e o trotar dos cavalos. Esse era o cenário!
Uma visão daqueles dias. De um lado, a percepção que se tinha das classes sociais britânicas mais baixas. De outro, aspectos da vida naqueles séculos – o que se comeu ou bebeu, o que foi vendido ou estava disponível, vestimentas, hábitos... E, ainda, a inicial conscientização da pobreza, fosse por motivos filantrópicos, fosse por pura curiosidade.

Grandes nomes

Grandes nomes da arte deste período que se dedicaram ao tema podem ser citados, como Francis Wheatley , Marcellus Laroon, Paul Sandby, Théodore Géricault, Thomas Rowlandson, e William Hogarth, um dos mais representativos artistas a retratar a Londres pobre.

Arte apenas pela arte

Retratar a pobreza, que hoje é um caminho bem rentável (!), não era lá grandes coisas nos séculos 18-19. Se as obras não tinham grande valor, que se dizer das impressões?! As obras menos realistas até faziam certo sucesso. Como diria Odorico Paraguaçu: “tirantemente essas”... era apenas arte pela arte.
Os ecos da Revolução Francesa ainda retumbavam nos ouvidos dos britânicos, que tremiam só em pensar em revolução e proletariado. Géricault, um francês, inaugurou a era mais realista. Sandby, após 12 pinturas, desistiu – arte pela arte, mas nem tanto!

Pobreza através da arte

Iniciada a Idade da Razão e da Ciência, não era mais possível ignorar a pobreza e os pobres. Se não podiam ser ignorados, precisavam se tornar digeríveis. De alguma forma tinham que descer goela abaixo.
Rowlandson traduzia-os em caricatura. Ele e Wheatley ignoraram as possibilidades de ameaça que as "underclass" (1) poderiam significar e idealizaram o que anteriormente era motivo de desconfiança e asco.
O cômico, o ridicularizado e, por outro lado, o idealizado, escancararam à sociedade britânica daqueles séculos o que já não podia deixar de ser visto. Uma mulher paralítica, um fornecedor, uma vendedora de camarões, entre outros, facilitam nossa compreensão sociológica daquela época.

Os gritos de Londres

É preciso explicar essa expressão: “Gritos de Londres”. O tema nasceu da balbúrdia que era a Londres do século 18, princípio do 19. Todos os ambulantes gritavam. E, lembre-se, naqueles dias não havia shoppings, nem lojas, no máximo armazéns ou mercados. Para se comprar as coisas, o mais prático eram os vendedores ambulantes. E esses ambulantes gritavam, para não dizer berravam, as vantagens de seus produtos.
Na realidade, naqueles dias, tudo era na base do grito. Até os vigias noturnos, de hora em hora, gritavam sinalizando a passagem do tempo. Mais ou menos: “Passada uma hora, e uma noite estrelada”. Daí uma hora, lá vinha ele de novo: “Passada uma hora, e uma noite estrelada”.
Durante o dia – tudo ao mesmo tempo:
"Couves, Oh! Nabos!
Dois cachos de um centavo, nabos, ho!"
"Quem vai comprar uma canção de amor?
Apenas um centavo por peça...
Quem vai comprar uma canção de amor?
Apenas um centavo por peça..."

"Pão! Quente temperado de gengibre!
Compre o meu pão de gengibre.
Quente, quente agradável.
Venha comprar o meu pão de especiarias,
gengibre temperada quente!"
Veja mais:
http://mol-tagge.blogspot.com/2011/04/arte-obra-retrato-gravurista.html